Não vendemos peças!

Nem todos sabem, mas existe um jeito certo de fazer o descarte de eletrodomésticos. Jogar esse tipo de lixo fora sem o tratamento adequado pode prejudicar o meio ambiente e até machucar pessoas que entrem em contato com esse lixo. Produtos como geladeiras, fogões, micro-ondas e outros equipamentos de casa têm destinos próprios. No Brasil, o descarte adequado já existe, ainda que não seja muito conhecido.

E então, vamos entender mais sobre o descarte de eletrodomésticos? Abaixo, você confere tudo que precisa descobrir para que essa prática se torne habitual no seu dia a dia.

Lei sobre descarte de resíduos sólidos

Antes de mais nada, você sabia que nosso país tem uma Política Nacional de Resíduos Sólidos? Pois é. Segundo o art. 4º da Lei nº 12.305/10, a medida “reúne o conjunto de princípios, objetivos, instrumentos, diretrizes, metas e ações adotados pelo Governo Federal, isoladamente ou em regime de cooperação com Estados, Distrito Federal, Municípios ou particulares, com vistas à gestão integrada e ao gerenciamento ambientalmente adequado dos resíduos sólidos”.  

Dentre os princípios da lei, estão a prevenção e a precaução quanto ao despejo desses materiais, que afetam o desenvolvimento sustentável. Além disso, o que está em jogo é a responsabilidade compartilhada e o respeito às diversidades locais e regionais. As disposições sobre o despejo desses resíduos dão conta também da proteção da saúde pública e da qualidade ambiental.

Como fazer o descarte de eletrodomésticos?

Os eletrodomésticos são itens produzidos com materiais duráveis, isto é, que continuam na natureza por muito tempo. Mesmo depois de apresentar defeitos e se tornar inútil à sua cozinha, os componentes do equipamento podem ferir os propósitos ambientais. Assim, cuidados como o descarte correto são questões de responsabilidade social. 

Para descartar esses itens, é necessário que você desenvolva uma organização adequada. Existem etapas que não podemos pular a fim de garantir a segurança do descarte dos eletrodomésticos. Vamos conferir?

1) Separe partes quebradas e pontiagudas

Garanta que peças quebradas ou que possam machucar alguém sejam descartadas separadamente. É importante que essa etapa ocorra de forma separada do restante do descarte. Afinal, não queremos que um catador de lixo ou outro responsável por manusear o lixo se corte, não é mesmo? Dessa maneira, embrulhe os resíduos que apresentam algum risco e procure um local de coleta. Isso garante que todo o processo ocorra de forma mais segura. 

2) Procure posto de coleta de lixo eletrônico

O ideal é que você procure um posto de coleta destinado ao depósito de eletrodomésticos. Se não conhecer nenhum estabelecimento do tipo, uma alternativa é tratar os aparelhos como lixo reciclado. Seja no seu próprio prédio ou no dia da coleta seletiva de sua rua, por exemplo.

3) Doação de eletrodomésticos

Caso você queira simplesmente trocar de eletrodoméstico e descartar o seu antigo, sem defeitos, não há nada de errado nisso. Uma atitude bacana é repassar o aparelho para outra pessoa necessitada, pois jogar equipamentos funcionando no lixo é desperdício. 

Muitas ONGs e outras empresas autorizadas realizam a coleta de eletrodomésticos na sua casa para reaproveita-los. Em alguns casos nos sites de prefeituras, o serviço permite consultar o dia e horário em que os profissionais passarão em sua região para levar os equipamentos embora.

Como você deve imaginar, essa tarefa requer um veículo próprio. Por isso, conte sempre com especialistas no transporte deste tipo de descarte e deixe nas mãos de quem realmente entende.

Conserto de eletrodomésticos

E quando tenho um aparelho com defeito, mas não quero me livrar dele? Bem, nesses casos você deve contatar o conserto de eletrodomésticos. Há diversas empresas especializadas nesse segmento e que podem te ajudar nos reparos do seu equipamento. Seja ele geladeira, máquina de lavar, fogão ou até micro-ondas!

Investir no conserto de eletrodomésticos pode ser ainda mais benéfico para o seu bolso. Isso porque, na maioria das vezes, o custo benefício de adquirir um eletrodoméstico novo é maior. Assim, basta procurar uma empresa líder de mercado para resolver o problema com os seus aparelhos.

A Assistência Técnica BH, por exemplo, está há mais de 40 anos no mercado do conserto e da reforma de eletrodomésticos. Também somos especialistas na instalação, limpeza e manutenção de aparelhos que facilitam a sua vida, como o forno elétrico, ar condicionado e purificador de ar.

Acompanhe nossas dicas!

Muitos problemas do seu eletrodoméstico podem ser evitados com conservação correta. Acompanhe nossas dicas e fique por dentro.

Saiba das novidades em primeira mão!

    Reveba as novidades da Assistência Técnica BH

    Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.